Fatores que impactam na Produção e na Comercialização de Soja no Brasil
Weverton Anicio

Autor: Weverton Anicio

Head em Seguros Agrícolas

Fatores que impactam na Produção e na Comercialização de Soja no Brasil

A cultura de SOJA se caracteriza como commodities, e, por este motivo, precisa atender alguns padrões internacionais de produção, tendo seu desempenho impactado por diversos fatores que estão e não estão no controle do produtor.

A produção de Soja deve chegar a 150 milhões de toneladas em 2023, isto representa um aumento de aproximadamente 24% em comparação com 2022.

Você sabe o destino desta produção? – Em torno de 44% da produção in natura são exportadas, 7% destinados a usos diversos (estoque) e a maior parte (49%) vai para o processamento.

É uma safra expressiva não acha? Pois é, poderia ser bem maior se não fosse as perdas e desperdícios ao longo da cadeia.

Para entender melhor, vou detalhar cada uma das etapas da cadeia produtiva que podem estar sob o controle do produtor rural:

Na Semeadura, Manejo e Colheita: mesmo com todos os cuidados, as perdas ainda poderiam ser menores com ações relacionadas a otimização de manejo, proteção de cultivo, melhor aproveitamento do potencial e da fisiologia das plantas e redução dos impactos do meio ambiente. Poderíamos atingir um incremento de 35% de produtividade em relação à média. Da mesma forma, uma ação mais efetiva no controle de pragas, doenças e plantas daninhas, elevaria o resultado em cerca de 22%.

No Transporte: a degradação e o derramamento geram próximo de 10% de perdas.

Armazenamento/Silos: a falha no manuseio dos grãos estocadas e a conservação das estruturas provam perdas consideráveis não mensuradas.

Processamento: perdas resultantes de falhas de infraestrutura (18%).

Considerando a cadeia completa o total de perdas é de aproximadamente 34%. Dos 43,2 milhões de hectares plantados em todo país, algo em torno de 14 milhões de hectares chegam a ser desperdiçados, isto equivale a um total de perdas na casa de mais de 49 milhões de toneladas.

 

Fatores que não estão no controle do Produtor:

  • Cenário Político e Econômico;
  • Especulação do Importador (China);
  • Bolsa de Chicago;
  • Produção Agrícola no Mundo;
  • Custo de Produção;
  • Oferta e Demanda;
  • Sanções Comerciais;
  • Variáveis Locais;
  • Clima;
  • Dólar.

Impressionante, não é mesmo? E você já parou para pensar como pode contribuir para redução de esta perda?